Post thumbnail

BR6 2021: a emoção de uma torcedora na final!

POSTADO POR Karolina Florindo 19/12/2021

É por meio de registros que contamos histórias e nos disponibilizamos a compreender um pouco mais sobre outros pontos de vista. E, é isso que queremos fazer com esse relato de viver uma final do BR6 ao vivo!

O meu “eu” torcedora de R6

Sempre gostei muito de acompanhar esportes, influenciada e muito por um pai (ouvinte assíduo, de programas de esportes no rádio). Vivenciei poucos momentos vibrando nos estádios, mas o amor pelo esporte continua a florescer. 

No começo do ano passado, acabei me reconectando com o mundo gamer, voltei a jogar e até me aventurei, escrevendo textos sobre algumas transmissões e sobre alguns acontecimentos marcantes dos eSports. 

Talvez, essa reaproximação não tenha sido no momento mais propício, devido à pandemia. Contudo, foi um momento de experienciar outras coisas, para além da monotonia do dia a dia – de alguém que vivenciou intensamente o isolamento. 

Rainbow Six no meu 2021

Foi através das telas, que me deparei com as transmissões de Rainbow Six Siege. Comecei a acompanhar o Campeonato Brasileirão. E vibrei muito, quando presenciei (virtualmente) uma mulher jogar, pela primeira vez, este campeonato. 

Também, fiquei extremamente realizada com as inúmeras vitórias brasileiras nos campeonatos, Six Invitational, Six Major e Copa Elite Six.  

Assim como, pude apoiar, desde o início, o Circuito Feminino e suas etapas. Foi gratificante compreender um pouco mais sobre o cenário feminino. 

Tanto que, acabei conhecendo o projeto GirlsOnSix, que até tive a oportunidade de auxiliá-lo em sua segunda edição da Copa GirlsOnSix. 

“NIPID” ao vivo

Final do BR6 com NIP e TL em 2021.

Foto: Acervo pessoal

Final de novembro, foi divulgado nas redes sociais que a final do Brasileirão seria presencial, lá na Max Arena no dia 04 de dezembro. 

O esboço do campeonato já estava quase pronto, somente faltava decidir quais seriam os times a disputar a grande final. 

Confesso que gostaria de assistir o clássico, Ninjas In Pyjamas contra Team Liquid, “NIPID”. Pois, foi algo que me marcou muito, e esse confronto tem muita história e muita bala. Estava na torcida para presenciar o remake da final do Invitational 2021. 

Me arrisquei e comprei o ingresso. Aquilo mexeu comigo, enxerguei como uma oportunidade de sentir aquela diferença de ares, que todos comentavam. 

E no final das contas, como eu tanto esperava, deu NIPID!

Contudo, o desfecho foi algo inesperado por muitos… A equipe vencedora foi a cavalaria, com o placar de 3×1. 

Team Liquid na final do BR6 2021.

Foto: Acervo pessoal

Final BR6 – impressões e percepções 

O último confronto do Brasileirão foi demasiadamente intenso. As luzes dançavam junto à torcida, nos convidando a realmente sentir o jogo e suas particularidades na pele. 

Foi uma experiência multissensorial única e estimulante ao extremo. 

A entrada dos jogadores foi épica, as torcidas cresceram e mostraram suas presenças. Era nítido que o dia seria reservado para grandes emoções.  

Os clutches foram eletrizantes, até parecia que nós, que assistíamos com o coração na mão, teríamos que dar a última bala e correr para a vitória. 

Para além do jogo, pude me deparar com casters, managers e jogadores, desde a fila até no evento em si.

Tudo isso com direito até a um reencontro com um amigo amigo de infância e várias pessoas importantes (para mim), que conheci nesse mundo gamer.

Encontros e reencontros marcam a final do BR6.

Foto: Acervo pessoal

Inquietudes para 2022

Com a tempestade de emoções e sentimentos resultantes da final, fiquei com alguns questionamentos a serem discutidos e pensados, em conjunto.  

O ano de 2021 foi excepcional para o Rainbow Six Siege no Brasil, fomos prestigiados com várias conquistas de títulos!

Tanto que o Prêmio Brasileiro de Esports reconheceu que R6 foi o jogo do ano, e nosso “capitã” garantiu dois prêmios – melhor jogador de Rainbow Six e atleta do ano. Além de apresentar um dos discursos mais fofos e objetivos da noite da premiação. 

O que podemos esperar para o cenário feminino em 2022?

Presenciamos a final do BR6 ao vivo e com direito a torcida. Mas, quando haverá um campeonato presencial feminino? Será que contaremos com decisões com público, para acompanharmos o Circuito Feminino?

Fico na espera e expectativa, para que essa ideia ultrapasse o imaginário e se torne real. 

Isso seria um marco e uma ação convidativa e acolhedora, para garotas e mulheres. Não somente para elas comparecerem ao evento, mas também para que elas possam se apropriar do mundo de R6. 

Na maioria das vezes, acabamos prestigiando com mais frequência o cenário masculino, devido ao maior número de competições, investimentos e lines. 

Seria enriquecedor poder prestigiar jogos femininos e encontrar mais meninas e mulheres ocupando espaços, majoritariamente ocupados por meninos e homens. 

De maneira geral, agradeço a cada pessoa que se doou em prol do cenário de R6 e que contribuiu para um evento tão grandioso e repleto de potencialidades.

Com certeza, no ano que vem iremos nos deparar com mais novidades. 

Adicionar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *